Fórum Ricmac. Fórum para todos se divertirem, floodarem, e conversarem sobre TV, e etc.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Programas femininos são cada vez mais atraentes para os homens

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
RICMAC
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1418
Data de inscrição : 31/08/2008

MensagemAssunto: Programas femininos são cada vez mais atraentes para os homens   Qui Out 16, 2008 10:22 am

Programas femininos são cada vez mais atraentes para os homens
Redação 24HorasNews


Os programas femininos abriram o leque e se transformaram. Agora, eles enfocam um público mais amplo e não só nas mulheres. Horas e horas matinais dedicadas às receitas, dicas de ginástica, ou questões comportamentais foram substituídas ou incrementadas por inserções de jornalismo em tempo real, interatividade com o público - que participa de pautas pela Internet - , e outros assuntos que também despertam a atenção dos homens.
O Hoje em Dia, da Record, foi o primeiro feminino que se aproximou do formato de revista eletrônica desde sua estréia na emissora, há três anos. De lá para cá, o panorama dos programas do gênero se modificou.
Muitas vezes em primeiro lugar na audiência, a produção ao vivo por quatro horas diárias foi inspirada no americano Good Morning America, mas adaptado ao ritmo e estilo brasileiros.
"Fomos precursores neste mix de assuntos. Estamos sozinhos nessa raia. Ninguém ainda se aproxima do nosso estilo", valoriza Brito Júnior, um dos quatro apresentadores da produção.
Diante da máxima "nada se cria, tudo se copia", a inspiração americana do Hoje em Dia causou uma espécie de efeito dominó nos outros programas do gênero. O Mais Você, de Ana Maria Braga, deixou de ser restritamente uma produção feminina de culinária para se tornar de variedades.
"Essa migração para um programa de vários assuntos foi fundamental. Assim podemos atingir praticamente todas as faixas", explica Boninho, diretor da produção da Globo.
Para Ana Maria Braga, as boas audiências do Hoje em Dia estimularam uma constante reciclagem nas pautas do Mais Você. Isso sem falar em novidades em quadros como o reality Super Chef, que não só aborda a gastronomia, mas traz diversão como ingrediente através da competição.
"Temos reunião de criação praticamente todos os dias. A concorrência na Record faz com que a gente não desanime. É chato não ter com quem competir", argumenta Ana Maria.

Independentemente da produção, é nítida a transformação dos programas do gênero em todas as emissoras. Na Rede TV!, o Bom Dia Mulher, de Olga Bongiovani, também tem investido menos em pautas unicamente femininas. Segundo Carlos Sartori, diretor da produção, o fato do perfil da mulher ter se modificado nos últimos anos influenciou diretamente os programas femininos.
"Fazíamos coisas para a dona-de-casa. Hoje a mulher trabalha fora. Ninguém tem mais tempo para acompanhar uma receita inteira de culinária", exemplifica Sartori. "Falamos muito para os homens. Da mesma forma que alertamos sobre o câncer de mama, abordamos o câncer de próstata", compara Olga Bongiovani.
As influências mais visíveis de alguns femininos se reflete também nos telejornais. O Hoje em Dia, por exemplo, com notícias e links ao vivo de jornalistas em diversos estados, acabou se transformando também no telejornal do horário do almoço na Record.
"Quando eu trabalhava na Globo, queria muito imprimir um estilo mais informal no jornalismo. E, com o Hoje em Dia, os apresentadores dos telejornais de outras emissoras ficaram mais soltos", compara Brito Júnior, se referindo sutilmente ao estilo mais "à vontade" de Sandra Annenberg e Evaristo Soares na conservadora bancada do Jornal Hoje.
Recentemente no ar no SBT, o Olha Você é outra produção que segue o mesmo formato do Hoje Em Dia, da Record. Com o mesmo estilo e cores no cenário de linhas minimalistas, a produção comandada por Claudete Troiano propõe a mesma mistura de assuntos, como gastronomia, fofocas, jornalismo e comportamento.
"Passamos a informação de uma forma muito mais suave. Enquanto outros programas batem boca, preferimos bater bolo", constata Claudete.

Pelo estômago
Mesmo com temáticas atraentes para ambos os sexos, a gastronomia ainda é o carro-chefe de muitos programas femininos. São quadros específicos com horas a fio em torno de receitas mirabolantes. Ana Maria Braga, por exemplo, ficou realmente famosa quando passou a ficar por baixo da mesa gemendo aprovando o resultado de uma nova receita experimentada no Mais Você.
"Às vezes, a culinária aparece mais por ter credibilidade e qualidade. Ela chega a 25% do programa. Dizem muito que é mais um programa de cozinha porque a nossa seleção de receitas é muito boa", orgulha-se a apresentadora.
Já para Eduardo Guedes, que cuida da área de gastronomia do Hoje em Dia, os programas realmente especializados em culinária estão nas TVs por assinatura, onde se pode indicar receitas com ingredientes para bolsos mais recheados e, de fato, explorar diversos tipos de receitas.
Nos canais abertos, existe sempre a preocupação do custo de cada ingrediente para que as sugestões gastronômicas se encaixem na renda média do público.
"Faço cada vez mais pratos baratos. Se o custo de uma receita for alto, o brasileiro prefere comer fora. Por isso, o nosso interesse é sempre oferecer opções gostosas que o público pode comprar", afirma Eduardo.

Instantâneas
# Um dos programas femininos de maior sucesso foi o TV Mulher, exibido de 1980 a 1986 na Globo. Apresentado por Marília Gabriela, contava ainda com Clodovil, que falava sobre moda, Marta Suplicy, como sexóloga, Ala Szerman, com lições de ginástica, o jornalista Ney Gonçalves Dias, que falava sobre direitos e deveres do cidadão, além do cartunista Henfil e de suas pitadas de humor

# Rosana Hermann, apresentadora do feminino Atualíssima, da Band, também comandado por Leão Lobo, acredita que o interesse dos homens nesse tipo de produção aumentou não só pelo jornalismo, mas pelas notícias de estética e saúde, que também interessam ao público masculino.
"Isso é um reflexo de que tudo mudou nesses programas. Nós, por exemplo, não abordamos tanto a culinária. Apenas em eventuais reportagens", exemplifica.


# Alexandre Bacci, um dos apresentadores do Olha Você, do SBT, afirma que seu maior incentivo em comandar um programa feminino é ter mais espaço para as reflexões nas matérias. "Isso não acontecia quando eu trabalhava no hard news da Globo", lembra.

# No Super Chef, quadro do Mais Você, da Globo, 14 participantes competem por 11 semanas em uma maratona de provas culinárias. O prêmio final será de R$ 100 mil.

http://exclusivo.terra.com.br/interna/0,,OI3212117-EI1118,00.html

_________________
RICMAC

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ricmac.forumeiros.com
 
Programas femininos são cada vez mais atraentes para os homens
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Ricmac :: Fórum RICMAC :: Televisão-
Ir para: